Caixa de Aposentadoria e Pensão dos Servidores Municipais de Beberibe

Conheça Beberibe

Beberibe, a 93 km de Fortaleza, ocupa lugar de destaque no cenário mundial, com suas praias exóticas, seus verdes mares contrastados com as fontes de águas cristalinas, dunas, falésias, lagoas de água doce, coqueirais, areias coloridas e muito sol o ano todo.


É uma cidade que atrai muitos turistas o ano inteiro especialmente pelas suas belas praias, dentre as quais se destacam a praia de Morro Branco e a Praia das Fontes, nas quais se situa o Monumento Natural das Falésias de Beberibe.

HISTÓRICO
Data da Criação: 05/0671892.
Instalação: 18/07/1892.
Toponímia: Lugar onde cresce a cana.
Variação Toponímica: Traduz-se, tupicamente, por bibi = que vai e que vem + ri = água corrente, Desmembrado de Cascavel.
Padroeiro: Jesus, Maria e José.
Dia Oficial: 10/01. Comemorado em Dezembro: 25/12
Co-Padroeira: Nossa Senhora do Carmo
Dia: 16/07

História: Suas origens estão vinculadas a uma Sesmaria concedida pelo Capitão-Mor Thomaz Cabral de Olival aos fazendeiros Domingos Ferreira Chaves, Manuel Nogueira Cardoso, Sebastião Dias Freire e João Carvalho da Nóbrega. Essa Sesmaria compreendida, além de outras glebas, os sítios Lucas e Bom Jardim, tendo como referência de data de 16 de agosto de 1691. Quanto ao povoamento inicial, este se formou em torno do sítio Lucas, denominação predominante durante anos, pelo menos até que novas alterações se processassem.

Evolução Política: Sua elevação à categoria de Vila ocorreu na forma da Lei Provincial nº 2.051, de 24 de novembro de 1883. O município viria dez anos após, conforme Lei nº 67, de 5 de julho de 1892, tendo sido instalado a 18 de setembro de 1893. Suprimido, conforme Lei nº 2.423, de 21 de outubro de 1920, e restaurado na forma da Lei nº 2.436, de 21 de outubro de 1926. Suprimido em segundo turno, conforme Dec-Lei nº 193, de 20 de maio de 1931, e finalmente restaurado segundo Lei nº 1.153, de 22 de novembro de 1951, ocorrendo sua instalação a 25 de março de 1955.


Igreja: Os precedentes de apoio eclesial que iriam se manifestar no reduto constam dos primeiros anos do Século XIX, tendo por objeto de instigação um naufrágio em águas do Atlântico. Por ocasião do naufrágio, cuja extensão chegara a causar pânico em meio dos passageiros, uma senhora de nome Maria Calado, valeu-se da Sagrada Família, de quem era devota, prometendo erigir uma capela sob a invocação de Jesus, Maria e José, a qual deveria se situar em terras de primeira aportagem. Atendido o petitório ou eventualmente satisfeita a súplica, tão logo se deu a aportagem, precisamente em praias de Morro Branco, em local entre o rio Choró e a Barra da Lagoa do Uruaú, veio em primeiro plano o cumprimento da promessa. A promitente senhora tratou da ereção da capela, nicho que pelos tempos adiante seria ocupado pelo cemitério local, conservando como lembrança o nome de Igreja Velha. Diz-se, segundo a tradução popular, que pessoas enfermas, quando invocam a proteção do nome salvador do naufrágio, são prontamente atendidas.

GEOGRAFIA

População: 49.334
Área:1.626,9km².
Área: (% em relação ao Estado): 1,10.
Altitude: 11,94m.
Latitude: 4°10’.
Longitude: 38°53’.
Mesorregião: Norte Cearense.
Microrregião: Cascavel.
Limites:
Norte – Oceano Atlântico; Sul – Palhano, Russas e Morada Nova; Leste – Aracati; Oeste – Cascavel.
Distritos: Beberibe(Sede), Sucatinga, Paripueira Parajuru, , Itapeim, Serra do Félix e Forquilha.
Acidentes Geográficos: Rio Choró e Pirangi, Riachos Salgadinho, Córregos Santa Maria, Maria Preta, e Camará, Praias do Morro Branco, das Fontes e Parajuru.
Recursos Hídricos: Pluviometria (a média anual é de 1.251mm).
Atrativos Naturais: Praias (do Morro Branco, das Fontes, Uruaú, Barra da Sucatinga, Canto Verde, Parajuru, Marambaia, Arióis) e Lagoa do Uruaú.

PRODUÇÃO
Produção: Sua economia baseia-se nas culturas de cana-de-açúcar, côco-da-Bahia, mandioca, milho e feijão.
Pecuária: bovinos, suínos e aves. Em suas terras registram-se ocorrências de Lepidolita, fonte de obtenção do Lítio, Moscavita, Biotita e grandes jazidas de Quartzo e Feldspato.


O município é um dos grandes produtores de tijolos do Estado.


Indústrias:10 (cinco de produtos minerais não metálicos, duas de produtos alimentares, uma de extrativa mineral, e duas de vestuário, calçados e artigos de couro e peles).

 

Foto abaixo da Praia das Fontes e Praia de Morro Branco.